terça-feira, 10 de janeiro de 2017

286 - Orquídea: Bulbophyllum elassonotum

Após fazer diversas postagens sobre as orquídeas que floriram em 2016 e que são reincidentes, é hora de postar sobre aquelas que floriram, também no ano passado, mas de forma inédita e animadora, enriquecendo e colorindo o orquidário, eis que figura um Bulbophyllum.
Observação endógena: em 2016 eu resolvi que deveria tentar o cultivo de orquídeas do gênero Bulbophyllum, sendo um, dos inúmeros que ainda não compunham minha simples coleção. Comprei, então, as primeiras plantas deste gênero, dentre adultas e bastante jovens, foram elas: bulbophyllum carunculatum, bulbophyllum rothschildianum e bulbophyllum elassonotum (o único adulto desta tríade aquisição); eis que, sete meses depois de sua aquisição ele me presenteou com esta bela florada.
“Origem: Tailândia, Vietnam; flor: cacho floral pendente simples; epífita - vivem fixas em árvores, [pode ser muito bem] cultivada em vasos e placas; clima: quente; curiosidade: essa é uma das espécies mais cultivadas entre os colecionadores brasileiros; sombreamento: 50 a 70%; substrato: mistura de cascas, carvão e isopor. No caso de amarrar em árvores, as plantas devem ser regadas 2 a 3 vezes por semana até o enraizamento no tronco[i]”.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...