terça-feira, 27 de junho de 2017

Rlc. George King 'Serendipity' - flores 2017

Este é um belo híbrido (de uma tonalidade fantástica) adquirido recentemente, está apenas na sua segunda floração e já dobrou o número de flores, em relação a primeira florada. As flores são bem grandes se considerarmos o seu porte compacto e exalam perfume muito agradável nas primeiras horas do dia. 
Para ver a primeira floração desta orquídea, clique AQUI.

terça-feira, 20 de junho de 2017

Bl. yellow bird 'H&R' - primeiras flores 2017

Seguem alguns registros das primeiras e abundantes flores deste híbrido, desde os primeiros meses do corrente ano, em hastes sucessivas e repletas de uma beleza cor áurea.

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Bc. maikai Mayumi - as primeiras flores de 2017

No início do ano este híbrido "Bc. maikai Mayumi" floriu em grande estilo, produzindo diversas flores de beleza incrível. Foram 15 flores que formaram um verdadeiro buquê, a partir de 2 pseudobulbos. Este é um híbrido que se adapta muito bem a nossa região, produz quase que simultaneamente: novos pseudobulbos, hastes e botões florais.

quinta-feira, 8 de junho de 2017

6 - Lista de Desejos: Orquídeas

Nossa 6ª lista de desejos/orquídeas traz uma diversidade de gêneros: Bulbophyllum, Cattleya, Dendrobium, Masdevalia, Myoxanthus, Oncidium, Trichoglottis e Zootrophion.
Além do desejo que alimentamos para adquirir alguma orquídea, precisamos nos informar e nos certificar de que elas se adaptarão ou não ao clima da nossa região, pois existem características que fazem com que as orquídeas se desenvolvam ou não em determinados ambientes.
Bulbophyllum crassipes - Disponível em: Dark Star Orchids
Bulbophyllum longiflorum - www.orchid-nord.com

Cattleya percivaliana alba - Orquidário Olimpia

Dendrobium subclausum var. phlox - IOSPE PHOTOS

Masdevalia infracta - Blog da Bete Orquídeas.
Myoxanthus lonchophillus - Blog da Bete Orquídeas.
Zootrophion atropurpureum - Picssr.
Trichoglottis atropurpurea - Orquídeas Encanto e paixão - WordPress.com
Oncidium twinkler  "Red Fantasy" - Blog da Bete Orquídeas.

terça-feira, 30 de maio de 2017

326 - Orquídea: Oncidium jonesianum

Orquídea encontrada na Mata Atlântica da região Sudeste, em lugares mais sombreados e úmidos, por isso pode-se considerá-la uma planta de difícil cultivo.
Habitat: Mata Atlântica, na região sudeste. Desta feita, em cultivo, deve se mantê-la em boa umidade ambiente, não tolerando, contudo, excesso de água nas raízes, que podem apodrecer facilmente.
Tamanho da planta: 30 a 40 cm;
Tamanho da flor: 4 a 5 cm;
Clima: moderado.

Observação endógena: este oncidium foi adquirido de um orquidário comercial, na internet e já veio com esta haste floral; eu apenas aguardei os botões abrirem e fiz os registros. Após florir mantém-se inerte sem sinais de formação de novos bulbos ou raízes e provavelmente se renovará mediante a chegada do inverno aqui na região.

domingo, 21 de maio de 2017

Enquete 1 - Qual o seu Gênero de Orquídea Preferido?

Em março de 2016 eu fiz a 1ª Enquete na página do Orquídeas - Bromélias, no G+ e perguntava sobre o gênero de orquídea preferido dos membros da referida comunidade. Foram 26 votos e o seguinte resultado, conforme imagem abaixo:
50% preferem as Cattleyas;
19% Oncidium;
19% outros gêneros;
8% Epidendrum
4% Catasetum.
Vamos destacar então, o gênero vencedor, as coadjuvantes ao lado:

sexta-feira, 12 de maio de 2017

318 - Orquídea: Oncidopsis Pacific Paragon 'Honey Butter'

Observação endógena: o que eu consegui de informações na internet sobre este híbrido foi o seguinte: resultante do cruzamento entre Oncidium sphacetante X Miltoniopsis komoda; anteriormente chamada de Miltonidium Pacific Paragon 'Honey Butter'.

Planta de porte médio com bulbos de 6 cm e folhas que chegam a 30 cm de altura; flor pequena de 5 cm de diâmetro em cachos eretos”.
Clima: tropical; sombreamento: 70%; época de floração: inverno/primavera; tempo de floração: em média 20 dias”.
“Umidade no ambiente: média; substrato: bem drenado - aceita vários tipos de substratos de qualidade”.
“Outras características: planta de crescimento moderado. Pode-se cultivar muito bem em vasos de barro ou cachepós de madeira. Em vasos de plástico use substrato bem drenado. Aceita também placas de madeira, desde que não falte umidade na planta para que a mesma não se desidrate[i]”.

sexta-feira, 28 de abril de 2017

136 - Orquídea: Laelia cinnabarina 'cowanii'

“Essa Orquídea Laelia Cinnabarina é originária do Brasil: nos Estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo. Isso afirma o Engenheiro-Agrônomo e Orquidófilo 'Erico de Freitas Machado', que escreveu sobre as Laelias do Espírito Santo. Ele diz em seu livro que ela pertence à variedade 'Cowanii'”. 
“(...) ela é rupícola (vive sobre rochas). As orquídeas rupícolas e terrestres podem ser cultivadas como epífitas. É bifoliar, cor verde escuro. Haste floral, 25 cm. (Multi floral em cachos). Floresce na Primavera; as flores são pequenas (até 5 cm); perfumadas e duram até 15 dias”.
"Cultivo: pode ser cultivada em vasos de barro e plástico; com substrato (sfagnum) fibra de coco, pinos e carvão”.
Clima: intermediário - 10°c a 18°c.
"Luminosidade: 30% de sombreamento”.
"Curiosidade: essa espécie tem cores vibrantes visíveis à longa distância[i]

Observação endógena: esta orquídea foi adquirida em março de 2013, já vinha formando uma touçeira, mas nada de iniciar uma floração; em fins de 2016, porém, ela iniciava a formação de uma haste que atingiu quase 25 cm e quatro botões, que resultaram em flores de cor e beleza singulares.



[i] Disponível em: <http://orquideasevoce.blogspot.com.br/2009/09/laelia-cinnabarina.html> Acesso: mar. de 13.

terça-feira, 18 de abril de 2017

319 - Orquídea: Oncostelopsis Irish Gold

É ainda difícil encontrar informações sobre híbridos desta natureza; os materiais impressos acabam sendo menos usados, logo em menor disponibilidade; as fontes online sobre esta orquídea também são poucas e muitas vezes mais relacionadas a arquivos escritos depositados em páginas em inglês, quase nada em português.
Obs. no português: Oncostelopsis Ouro Irlandês; do cruzamento entre Celtic sun X Catante.

sexta-feira, 7 de abril de 2017

5 - Bicharada no Orquidário

Vamos lá então, para a nossa quinta postagem sobre os bichinhos que podem ser encontrados no meu orquidário diariamente, isto denota que, levando em conta a quantidade de postagens e uma média (mais ou menos) de 10 fotos por postagem, são muitos os animaizinhos que fazem parte do micro ecossistema em questão (observando que alguns deles podem se repetir nas fotografias, como as formigas por exemplo). Outra observação é que a quantidade e o tipo de bichinhos que "povoam" o Orquidário variam conforme a estação climática.
As formigas estão sempre em diversos espaços (aqui elas estão sobre os botões de Blc. waikiki gold 'Lea').
Mais uma formiga passeando na flor da Dimerandra emerginata.
Aqui nas flores femininas do Catasetum uncatum.
A mosca azul sobre uma cápsula de sementes de Epidendrum secundum Jacq.
Esta aranha é bem elegante e exótica, trafegando no substrato de um dos diversos vasos.
A borboleta repousando na borda de uma cachepot, com pequena muda de Rodriguezia venusta.
Alguns fungos (aparecem especialmente no inverno).

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...