terça-feira, 27 de setembro de 2016

Bromélia: Aechmea fulgens

Nome Científico: Aechmea fulgens;
Sinonímia: Aechmea discolor, Lamprococcus fulgens;
Nomes Populares: Bromélia-coral, Aéquimea, Bromélia.

“A bromélia-coral é uma espécie herbácea, monocárpica, acaule, epífita e rupestre, de folhagem e florescimento ornamentais. Ela é nativa do nordeste brasileiro, especialmente dos estados da Bahia a Pernambuco. Apresenta folhas dispostas em roseta, formando um funil que acumula água em seu interior. Suas folhas são laminares, recurvadas, verde-brilhantes, cerosas e com afiados espinhos nas margens. As inflorescências surgem na primavera ou verão e são do tipo panícula, vermelhas, com brácteas igualmente vermelhas e numerosas flores roxas. Os frutos que se seguem são bagas vermelhas e globosas, bastante duráveis e ornamentais”.
“Tropicalíssima, a bromélia-coral é conhecida no mundo todo como uma excelente espécie para adornar interiores. O principal motivo para esta planta ter caído nas graças dos decoradores é o fato de seus frutos permanecerem na planta por muitos meses. Assim, envasada, ela alegra diversos ambientes, desde escritórios, a salas de estar, lavabos, varandas, etc. Só exige uma janela bem iluminada e regas regulares. No jardim, podemos formar maciços e canteiros sempre à meia sombra, protegida do sol forte por coberturas, pérgolas ou sob a copa das árvores (...)”.
“Deve ser cultivada sob meia sombra, em substrato próprio para epífitas, leve, drenável, mas com boa capacidade de retenção de água. Uma mistura de carvão, areia, terra vegetal e casca de coco, já é o suficiente. Também pode ser afixada em árvores com sisal. Necessita de regas frequentes, principalmente na parte aérea, de forma a manter o “copo” da planta sempre cheio. Para evitar o mosquito da dengue, coloque uma ou duas colheres de borra de café no interior da planta. Aprecia o calor e a umidade dos trópicos (...). Multiplica-se por sementes e por separação das mudas, que se formam após o florescimento da planta. É necessário aguardar que as novas mudas tenham 1/3 do tamanho da planta mãe[i]”.

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

5 - Orquídea: Dimerandra emerginata - 10 anos de Flores

Hoje trago mais uma espécie de orquídea que completou, nesta etapa, dez anos de florações consecutivas. A última postagem especificamente sobre ela ocorreu em agosto de 2014, naquele momento eu falava brevemente da sua forma de cultivo, como sendo fácil e da sua resistência ao suportar algumas horas de sol direito, sem que sofra maiores danos.
"Encontrada" em 2007, já trazia consigo a primeira floração, sendo de apenas 5 flores; a produção foi aumentando significativamente a cada ano (quali-quantitativamente [um mesmo bulbo pode florir diversas vezes por florada, bem como produzir por vários anos seguidos ou alternados]), porque também a planta se tornava mais robusta, ocupando todo o vaso (neste período foram cerca de 4 trocas de vaso, atualmente estando num vaso de argila). Outra observação é que, em todas as florações, se seguiu da formação de diversas cápsulas de sementes.
O simples gráfico abaixo vai mostrar o crescimento na quantidade de flores, ano após ano; mostrarei também, algumas fotos mais significativas de suas 10 floradas consecutivas.

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

293 – Orquídea: Acianthera pubescens

“É uma espécie de orquídea que existe do México à Argentina. No Brasil, há registros para os estados do sul, além de SP, RJ, MS e BA. São plantas de tamanho médio, com caules aproximadamente do mesmo tamanho das folhas, estas lanceoladas de tons verdes variáveis, ou pintalgadas, ou inteiramente púrpura; inflorescência mais curta que as folhas com cerca de 8 flores multicoloridas, de cores variáveis, onde predominam o verde ou o branco, normalmente com listras púrpura”. 
“Espécie de mais ampla dispersão entre as plantas deste gênero, pois existe provavelmente em todos os países da América Latina, exceto Chile e Uruguai, sua variabilidade é muito grande e por esta razão tem diversos sinônimos (...)[i]”.

Observação endógena: esta interessante orquídea foi adquirida em março deste ano, vindo a produzir flores quase que imediatamente, em maio. A floração ocorreu em 5 bulbos, pois ela tem a capacidade de produzir flores em bulbos que floriram outrora; a quantidade de flores também foi surpreendente, pouco mais de 20.



[i] Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Acianthera_pubescens Acesso em ago. de 2016.

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Bromélias e Orquídeas: trocas e afins - parte 1

Olá pessoal!
Hoje rememoro o antigo site de relacionamentos (rede social) Orkut, foi por lá que constitui o primeiro álbum virtual sobre as minhas orquídeas e também realizei diversas permutas com orquidófilos (dos mais diversos "calibres"), situados em vários Estados brasileiros. Excetuando uma troca, na qual enviei orquídeas e nada recebi de volta, todas as demais foram exitosas e recompensadoras...
Pensando nisso, ou seja, na funcionalidade que blogs e redes sociais tem de aproximar pessoas, especialmente se elas se interessam por assuntos semelhantes, resolvi lançar aqui no Blog a primeira lista de orquídeas (plantas inteiras em sua maioria), mas também mudas/ cortes de outras com histórico de flores ou jovens, disponíveis para troca. O fascínio das trocas se revela no fato de que você oferta plantas que tem em sobra (mais de um exemplar, por exemplo) e recebe plantas, as quais ainda não possui, mas são abundantes em outros cultivares; é interessante ainda, porque você pode enviar uma orquídea, unívoca em seu orquidário, mas que nunca floriu, especialmente se o problema for o clima, ao qual a mesma não se adapta e por isso não floresce; levando em conta, excepcionalmente, que a maior recompensa de uma orquídea, por causa dos bons tratos dispensados pelo(a) seu(ua) dono(a) é a floração!
Neste primeiro momento estendemos as trocas também para algumas Bromélias, as quais representam um pequeno número em meu cultivo, porém, disponíveis de alguma forma.

Bromélias:
1. Ananás bracteatus (planta completa/jovem)
2. Gravatá comum (planta completa/jovem)
3. Neoregelia fireball (Corte/adulta)
4. Quesnélia testudo (corte/adulta)
5. Tillandsia tenuifolia (planta completa/adulta)
6. Tillandsia juncea (planta completa/adulta)
7. Tillandsia recurvata (planta completa/adulta)
8. Tillandsia stricta (planta completa/adulta)
9. Tillandsia usneoides (grande parte de uma planta adulta).
10. Vriesea gigantea (planta completa/jovem)
Ananás bracteatus
Gravatá comum
Neoregelia fireball
Quesnelia testudo
Tillandsia tenuifolia
Tillandsia juncea
Tillandsia recurvata
Tillandsia stricta

Tillandsia usneoides
Vriesea gigantea (bromélia-tanque)
Orquídeas:
obs. as fotos seguem a ordem dos nomes...
a. ANACHEILIUM:
1. Anacheilium vespa (planta completa/adulta)

b. BRASSOCATTLEYA:
1. Bc. maikai mayumi (planta completa/adulta)
2. Bc. Saint Andre (corte/adulta)

c. BRASSOLAELIA
1. Bl. yellow bird 'H & R' (corte/adulta)

d. BRASSOLAELIOCATTLEYA:
1. Blc. waikiki gold 'Lea' (planta completa/adulta)
2. Blc. crowfield 'Mendenhall' (planta completa/adulta)

e. BRASSAVOLA:
1. Brassavola perrini (planta completa/adulta)

f. CAMPYLOCENTRUM:
1. Campylocentrum organensis (planta completa/adulta)

g. CATASETUM:
1. Catasetum macrocarpum (pelo menos 3 bulbos/adulta)
2. Catasetum uncatum (planta adulta/completa)

h. CATTLEYA:
1. Cattleya forbesii (corte/jovem)
2. Cattleya labiata (planta completa/jovem ou adulta)
3. Cattleya leopoldii var. lisa (planta completa/jovem)
4. Cattleya leopoldii var. tigrina (planta completa/adulta)

i. CYRTOPODIUM:
1. Cyrtopodium polyphyllum (bulbos/adulta)

j. DENDROBIUM:
1. Dendrobium agregatum (corte/jovem)
2. Dendrobium crumenatum (corte/planta adulta)
3. Dendrobium híbrido (planta completa/jovem)


k. DENPHAL:
1. Denphal ekapol (planta completa/adulta)

l. DIMERANDRA:
1. Dimerandra emerginata (planta completa/adulta)

m. EPIDENDRUM:
1. Epidendrum avicula (micro/planta completa/adulta)
2. Epidendrum difformis (micro/planta completa/adulta)
3. Epidendrum secundum (corte/jovem)
4. Epidendrum viviparum (planta completa/jovem)
5. Epidendrum prismatocarpum (corte/jovem)

n. LAELIOCATTLEYA:
1. Lc. Mem. Dr Peng 'Deep' (corte/adulta)

o. OECEOCLADES:
1. Oeceoclades maculata (planta completa/adulta)

p. ONCIDIUM:
1. Oncidium aloha (corte/adulta)
2. Oncidium cebolleta (planta completa/adulta)
3. Oncidium cilliatum (planta completa/adulta)
4. Oncidium sphacelatum (planta completa/jovem ou corte: bulbos de adulta)


q. POLYSTHACHYA:
1. Polysthachya estrellensis (planta completa/adulta)

r. POTINARA:
1. Potinara Burana 'beauty burana' (corte/adulta)
2. Potinara haw yang gold (corte/adulta)

s. PROSTCHECHEA:
1. Prosthechea abreviatta (micro/planta completa/adulta)
2. Prostchechea fragrans (corte/adulta)

t. PTEROGLOSSA:
1. Pteroglossa roseoalba ("rizomas"/planta completa/adulta)

u. RODRIGUEZIA:
1. Rodriguezia bracteata (corte/adulta)
2. Rodriguezia venusta (planta completa/adulta)

v. SCHOMBURGKIA:
1. Schomburgkia rosea (planta completa/adulta)

x. SOLENIDIUM:
1. Solenidium lunatum (planta completa/adulta)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...