sexta-feira, 5 de setembro de 2014

175 - Orquídea: Catasetum Osculatum moreno


“Planta dendrícola, rizoma quase nulo (...). Pseudobulbos com até 26 cm de comprimento por 3,5 a 4 mm em seu maior diâmetro, agregados, multianelados, fusiformes, eretos verdes. inicialmente lisos, recobertos, com folhas basilares, posteriormente irregulares, sulcados longitudinalmente, recobertos então pelas bainhas foliares remanescentes que com o tempo também se decompõem (...). Inflorescências masculinas emergindo da base dos pseudobulbos, inicialmente ereta, depois arqueando pelo peso das flores, de coloração verde clara podendo apresentar-se mais pigmentada no terço terminal, 4 a 5 aneladas na metade inferior, sendo estas recobertas por brácteas amplexicaules, lanceolada com até 1,0 cm de comprimento e até 13 flores (...)”. 
Etimologia: “do latim osculu: boca pequena, em alusão ao óstio com bordas elevadas e avermelhadas na região central do labelo”.
Tipo: “Brasil, Estado do Mato Grosso, municípios de Alto Taquari e Cacoal - RO, além de Mato Grosso do Sul”.
Floração: “floresce predominantemente de dezembro a março, até julho em alguns casos, 1 a 3 vezes por ano (...)[1]”.

Observação endógena: este catasetum já é um dos mais belos que possuo, em se tratando de sua floração. Quando o adquiri, em junho do ano passado, não dimensionava o tamanho de sua beleza floral e me surpreendi com as suas flores, caprichosamente detalhadas e elegantes, ao passo que aparentemente bizarras. 
 
 
 
 
 

[1] Disponível em: <http://www.orkideas.com.br/especies/catasetum/osculatum.html> Acesso em jun. de 2013.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...