sábado, 2 de novembro de 2013

151 - Orquídea: Brassia rex (rei)

É um gênero botânico pertencente à família das orquídeas. Foi descrito pelo botânico inglês Robert Brown em Hortus Kewensis, em 1813, usando a Brassia maculata, que fora recentemente coletada na Jamaica, como espécie tipo. A maioria das espécies produz flores de perfume agradável, especialmente durante as horas quentes do dia”.
"O nome deste gênero é uma homenagem a William Brass, cujo nome latinizado é Gulielmus Brassus, um inglês, ilustrador de botânica do século XIX. Já a denominação rex é o mesmo que rei, na língua portuguesa".
Sinônimo popular: orquídea Aranha.

Distribuição: inclui cerca de 30 robustas espécies de crescimento simpodial algo ascendente e aéreo, epífitas, encontradas nas selvas úmidas e sombreadas das montanhas da América do Sul e América Central e mesmo na Flórida, em altitudes inferiores a 1.500 m. Há registros da ocorrência de 11 delas no Brasil. São plantas de fácil cultivo desde que em ambientes mais ou menos quentes e com alta umidade”.
Descrição: o gênero caracteriza-se por apresentar rizoma algo alongado e ascendente, pseudobulbos robustos, ovóides ou elípticos e alongados, em regra bastante comprimidos lateralmente, raro mais arredondados e curtos, guarnecidos quando jovens por Baínhas foliares dísticas, com até 3 folhas grandes no ápice, elíptico lanceoladas, herbáceas. A inflorescência brota das axilas das Baínhas basais, racemosas, eretas ou arqueadas, com brácteas florais bem pequenas (...). Suas pétalas e sépalas são longamente acuminadas, livres, todas similares em algumas espécies, em outras com pétalas muito menores que as sépalas e eretas ou curvadas. O labelo, inteiro, lanceolado ou oblongado, é descolado da coluna. Normalmente é liso, mas pode ser verrugoso em algumas espécies (...)[1]”.
Observação endógena: adquiri esta bela orquídea por meio de uma permuta com uma orquidófila de SC, no início de maio deste ano; a muda já veio adulta e com bastantes pseudobulbos. Cerca de 4 meses após (em setembro) iniciou esta primeira floração, já havia, desde antes espalhado várias novas raízes por todo o vaso. As primeiras flores, da longa haste que atingiu mais de 30 cm de comprimento, se abriram quase um mês após, em outubro; essas flores que acenderam primeiro permaneceram por um bom tempo, e uma a uma começaram a secar, e por volta do dia 20 de outubro todas as flores caíram (duraram quase 15 dias); não exalaram nenhum perfume, apenas muita beleza em seus detalhes e caprichos.
 
 
 
 
 
 
 
 

[1]Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Brassia> Acesso em mai. de 2013.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...