terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Bromélia: Tillandsia juncea

"É amplamente distribuído, com crescimento do México e nas Antilhas; maior para a Bolívia. A maioria das plantas disponíveis é da Guatemala e México. Ela é resistente, se colocada ao ar livre durante a estação de crescimento. A altura varia muito, mas uma planta tem média de 25 - 40 cm. Plantas de amostras de 60 cm não são incomuns. As flores são roxo real. As plantas crescem normalmente em grandes aglomerados densos. As folhas filiformes são uma indicação de movimento do ar significativa no habitat nativo".
"Juncea (...) pode absorver água e nutrientes através do sistema radicular. (...) não são as espécies mais fáceis de crescer dentro de casa, preferindo os rigores da vida ao ar livre. Também é uma planta relativamente de lento crescimento. Os filhotes costumam levar dois ou até três anos para atingir a maturidade. (...) estas espécies florescem quando montada em qualquer posição, mesmo de cabeça para baixo (...)[1]"

Observação endógena: encontrar essa habilitação para tal bromélia foi tarefa difícil, pelo menos uma tarde de navegação na internet; as informações nem sempre batiam, mas eis que me pareceu ser sim esta, a Tillandsia juncea. Em não sendo, peço aos leitores e amigos, ajuda. E pergunto ainda: essas florzinhas não abrem mesmo?

Está fixada numa árvore, em meu quintal, numa altura intermediária, em "harmonia" com outras Tillandsias e umas orquídeas.
"Tentáculos" abarcam um mundo para si.... Tillandsia juncea.

As pequenas flores apareem isoladas- quase sempre uma após a outra. Tillandsia juncea.
Parece que não abrem nunca! Tillandsia juncea.
Ainda assim pequeninas enfeitam esse ápice "espinhoso". Tillandsia juncea.

[1]   Disponível em: http://www.keyessentials.co.uk/tillandsia-juncea. Acesso em: jan. de 2013

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...