quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

51 - Orquídea: Oncidium sphacelatum


“Têm preferência por alta luminosidade ou com sombra moderada. Para cultivar, deve-se plantar em um tronco com a base reta não muito largo, para que se possa manter em pé e planta-se a orquídea amarrada a um tutor virado para o leste. (...) estas orquídeas se agrupam em touceiras".
"O nome científico vem do latim Oncidium = "inchaço", "tubérculo" e sphacelatum = "morte", “enfermidade”.
Habitat: "esta espécie é originária de Campeche, no Sul do México, da América Central e da Venezuela. Esta Orquídea cresce sobre árvores. Área de clima úmido e quente de terras situadas abaixo de 1000 m".
Descrição: "o Oncidium sphacelatum é uma orquídea epífita e ocasionalmente rupícola com pseudobulbos cilíndricos achatados lateralmente de que saem apicalmente duas folhas coriáceas estreitas oblongo linguladas, em seu centro nascem duas hastes florais de pequenas e numerosas flores. Possui ramo floral paniculado. Flores em racemo médio de muitas flores de pequeno tamanho de cor amarelo forte com manchas de cor café".
"Oncidium sphacelatum é uma espécie de orquídeas do gênero Oncidium, também chamado de dama dançante, da subfamília Epidendroideae da família das Orquidáceas”[1].
Observação endógena: este Oncidium sphacelatum floriu pela primeira vez (atualmente), desde que o adquiri em maio de 2010, da cidade de Rio Largo – AL. Trata-se de uma floração (somente) numa haste floral, mas que já demonstrou ser uma planta de flores abundantes (inclusive porque cada haste floral forma grande quantidade de ramificações) e resistentes!



Plantada desde a aquisição num pedaço de tronco de coqueiro.


[1]  Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Oncidium_sphacelatum Acesso em nov. de 2012.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...