quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Orquídeas Ameaçadas de Extinção/AL

ORQUÍDEAS AMEAÇADAS DE EXTINÇÃO EM ALAGOAS
Extraído da Instrução Normativa N.º 06/2008

Há pouco mais de 04 anos o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente – IBAMA, vinculado ao Ministério do Meio Ambiente, publicou a Instrução Normativa Nº 06, de 23 de setembro de 2008. O objetivo foi relacionar as famílias da flora brasileira em risco de extinção e/ou suas espécies em alto risco, bem como as consideradas extintas, e também relacionar aquelas que carecem de mais informações e são avaliadas como desprovidas de dados suficientes.
Num documento em PDF e que pode ser localizado a partir deste link: o IBAMA relacionou no ANEXO I as espécies da flora brasileira, consideradas ameaçadas de extinção. Já no ANEXO II sobre as espécies da flora brasileira com deficiência de dados. O IBAMA recomenda ainda que esta Instrução Normativa, em especial, supere a Portaria Normativa IBAMA N.º 37-N, de 03 de abril de 1992.

Neste breve recorte, nós damos ênfase às espécies de flora brasileira em risco de extinção, no Estado de Alagoas (AL), Nordeste do Brasil.
Jussara (palmito) Disponível em:
ocultivoavida.blogspot.com

1 - FAMÍLIA: Arecaceae

ESPÉCIE: Euterpe edulis (Jussara, Palmito).

AUTOR: Mart.

UNIDADE FEDERATIVA: AL, BA, ES, GO, PB, PE, PR, RJ, RN, SE, SC, SP.

BIOMA: Mata Atlântica

Aechmea muricata.
Disponível em:
plantasquecuram.com.br
2 - FAMÍLIA: Bromeliaceae

ESPÉCIE: Aechmea muricata

AUTOR: (Arruda) L. B. Sm.

UNIDADE FEDERATIVA: AL, PE.

BIOMA: Mata Atlântica


Pau Brasil. Cultivo próprio.

3 - FAMÍLIA: Fabaceae

ESPÉCIE: Caesalpinia echinata (Pau-Brasil, Pau-Pernambuco, ibirapitinga).

AUTOR: Lam.

BIOMA: AL, BA, ES, PB, PE, RJ, RN, SP.

UNIDADE FEDERATIVA: Mata Atlântica



Braúna - Disponível em:
faunafloraextincao.blogspot.com
4 - FAMÍLIA: Fabaceae
ESPÉCIE: Melanoxylon braúna (Braúna, baraúna, graúna, braúna-preta, ibitaúna, maria-preta, muiraúna, rabo-de-macaco)

AUTOR: Schott

BIOMA: AL, BA, MG, PB, PE, RJ, SP.

UNIDADE FEDERATIVA: Mata Atlântica

 
Sementes de Jacarandá branco
Disponível em:
arvores.brasil.nom.br

5 - FAMÍLIA: Fabaceae

ESPÉCIE: Swartzia pickelli (jacarandá-branco).

AUTOR: Killip ex. Ducke

BIOMA: AL, PB, PE.

UNIDADE FEDERATIVA: Mata Atlântica

Campylocentrum - Disponível em:
orchidspecies.com
6 - FAMÍLIA: Orchidaceae

ESPÉCIE: Campylocentrum pernambucense

AUTOR: Hoehne

UNIDADE FEDERATIVA: AL, PE.

BIOMA: Mata Atlântica

Cattleya granulosa.
Imagem disponível em: orquidofilos.com
7 - FAMÍLIA: Orchidaceae

ESPÉCIE: Cattleya granulosa

AUTOR: Lindl.

UNIDADE FEDERATIVA: AL, BA, ES, PB, PE, RN.

BIOMA: Mata Atlântica


Cattleya labiata - cultivo próprio.
8 - FAMÍLIA: Orchidaceae
ESPÉCIE: Cattleya labiata

AUTOR: Lindl.

UNIDADE FEDERATIVA: AL, CE, PB, PE, SE.

BIOMA: Caatinga e Mata Atlântica


Phragmipedium lindleyanum.
Disponível em:
orchids.wikia.com











9 - FAMÍLIA: Orchidaceae

ESPÉCIE: Phragmipedium lindleyanum (sapatinho).

AUTOR: R. H. Schomb ex. Lindl. Rolfe

UNIDADE FEDERATIVA: AL, BA, PE.

BIOMA: Caatinga/ Mata Atlântica

10 - FAMÍLIA: Orchidaceae

ESPÉCIE: Phragmipedium gomesii ferreirae

AUTOR: Pabst

UNIDADE FEDERATIVA: AL, PE.

BIOMA: Mata Atlântica
IMAGEM NÃO ENCONTRADA.


Jacquinia brasiliensis
Imagem disponível em:
sistemas.vitoria.es.gov.br
11 - FAMÍLIA: Theophrastaceae

ESPÉCIE: Jacquinia brasiliensis (Barbasco, Aimentira, Tingui)

AUTOR: Mez

UNIDADE FEDERATIVA: AL, BA, CE, PB, PE, PI, RJ, RN, SE.

BIOMA: Mata Atlântica 

Neste breve retalho, extraído da Instrução Normativa Nº 06, observamos que a família de vegetais e suas respectivas espécies apresentadas nela e aqui recortadas, mais afetadas do Estado de Alagoas, se encontram (ou se encontravam) na floresta de Mata Atlântica, de cuja área original pouquíssimo existe! A Caatinga, por ter mais limitações em biodiversidade (haja vista ser região de clima seco), apresenta também poucas espécies da flora em risco de extinção.

Chamo a atenção para a Cattleya labiata, ainda abundante em alguns (poucos) pedaços de mata nos arredores da cidade de Palmeira dos Índios – AL (agreste/sertão do Estado), especialmente nas pequenas porções que ainda resistem ao corte de madeira para o uso como lenha e feitura de carvão, além da derrubada da mata para se fazer no local cercado de pasto para o gado dos fazendeiros. 

E na atualidade: será que alguma dessas espécies saiu da zona de risco; ou estarão algumas delas já não compondo a flora brasileira?

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...