domingo, 14 de outubro de 2012

Artigo - Oeceoclades maculata: uma historieta de incertezas e descobertas

Oeceoclades maculata var. alba
Uma historieta de incertezas e descobertas
­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­______________________________________________________________
RESUMO
O pretenso artigo aborda sobre a orquídea Oeceoclades maculata var. alba, endógena no estado de Alagoas, Nordeste do Brasil. Trata-se de uma orquídea terrestre, de crescimento simpódico e que floresce em abundancia: flores de tamanho pequeno e sem cheiro algum.
Após termos dúvidas em relação a sua classificação: gênero e espécie, chegou ate nós a informação de que seria o Oeceoclades maculata.
O artigo apresenta ainda suas floradas no período compreendido entre 2007 e 2012, dando ênfase ao período de ocorrência, quantidade de flores e pseudobulbos, bem como a ocorrência ou não de capsulas de sementes.
PALAVRAS-CHAVE: orquídeas; oeceoclades maculata; pesquisas sobre orquídeas; floração de orquídeas.
_______________________________________________________________
ABSTRACT
The article focuses on the alleged orquidea Oeceoclades maculata var. alba, endogenous in the state of Alagoas, northeastern Brazil. It is a terrestrial orchid, simpodico growth and blooming in abundance: flowers small and without any smell.
After doubts terms in relation to their classification: genus and species, came up to us information that would be Oeceoclades maculata.
The article also presents its flowering in the period between 2007 and 2012, emphasizing the period of occurrence, number of flowers and pseudobulbs, as well as the occurrence or not of seed capsules.
KEYWORDS: orchids; Oeceoclades maculata; research on orchids, flowering orchids.
­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­____________________________________________________________

“Gênero com muitos representantes em Alagoas, todavia ainda o registro é sobremaneira limitado, por motivos, principalmente, da falta de estudos pelos sistematas mais familiarizados, com as micro-orquideas[1]”.
Inicialmente nós achávamos ser uma orquídea do gênero pleurothallis, que pode ser terrestre e é de porte pequeno. Portanto, o grande equívoco tratava-se do resultado da escassez de fontes que chegaram até nós ou que nós adquirimos. Devemos reconhecer que pesquisamos mal e pouco, ou melhor, que não obtivemos possibilidades favoráveis anteriormente para "qualificar" acertadamente esta orquídea, porém, fizemos questão de não eliminar a análise anterior para demonstrar a importância da pesquisa e como difícil é reconhecer os gêneros e as espécies, corretamente, de orquídeas e principalmente bromélias, se não somos profissionais do meio, ou afins. 
Trata-se, portanto, da subtribo Oeceoclades maculata variedade alba, cujo exemplar é nominado de Eulophillium maculata. De crescimento simpódico e característica terrestre. O exemplar foi adquirido em 2007 e neste mesmo ano anotamos suas primeiras flores.  
“É uma planta de raríssima variedade da espécie terrestre de Oeceocledes maculata, que vegeta em matas fechadas em todo o Brasil, na Colômbia e na Venezuela, sempre em ricos detritos vegetais. A variedade apresenta pétalas e sépalas de cor verde-amarelada e labelo branco-leitoso”[2].
Após as mudanças ocorridas, devido à construção do novo orquidário, a partir do início de 2009, dentre as principais modificações citemos a plantação do Oeceoclades diretamente em solo; o solo foi preparado, logo abaixo da sustentação para as orquídeas epífitas (com terra preta: estrume de cabras e folhas secas).
Surpreendentemente o Oeceoclades maculata floresceu até quando pôde, nesta nova readaptação! Anotamos que a primeira haste floral do ano surgiu por volta do dia 29 de mar. de 2010 e de lá até o final do ano havia flores numa ou noutra moita desta, de modo que ainda em 26 de dez. de 2010, havia flores e cápsulas de sementes.
Abaixo uma tabela mostra o resultado das florações num compreendido entre 2007 e 2012 (06 anos de “observação”):
TABELA DA FLORAÇÃO DO OECEOCLADES MACULTA VAR. ALBA
ANO
QUANT. BULBOS
QUANT. FLORES
MÊS
CÁPSULAS DE SEMENTES
OBSERVAÇÃO
2007
01
08
OUT. A NOVEMBRO
SIM
-
2008
02
12
OUT. A DEZEMBRO
SIM
-
2009
02
12
ABR. A MAIO
SIM
-
2010
07
45
FEV. A DEZEMBRO
SIM
-
2011
09
53
MAR. A JULHO
SIM
-
2012
05
11
AGO. A SETEMBRO
SIM
FOI REPLANTADA.
Há uma postagem sobre este gênero de orquídea, neste blog, link:
http://orquideas-bromelias.blogspot.com.br/2012/07/16-orquidea-oeceoclades-maculata.html

[1]  PEREIRA, Luis Araújo. Álbum das Orquídeas de Alagoas. Maceió. IMA/PETROBRÁS/TRIKEM, 2000, 315 p.
[2]  Extraído de: Revista O mundo das Orquídeas. Ano 4, nº. 18. (p. 33).

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...